en-SEI...

08/03/2017

Sei...

Sei que a vida é de verdade, e de verdades.

Que o minuto seguinte é uma surpresa e uma provocação

Que a felicidade nos acolhe sem palco e sem platéia...

Que é semente de estrela sorrir com espontaneidade

E que o bom humor nos aproxima de uma certa experiência

Desinteressada... Capaz... Titânica... Um beijo sob a face divina

Sei que tudo pode acontecer no eco revitalizado de palavras

E na luta que travamos a cada dia, quando a coragem é verdadeira

Sei, por exemplo, que o ontem não projeta sombras, mas resultados

E que ainda assim, tememos em demasia o que devemos ser

Que num outro dia, vi o caminho e meus passos atrasados

Mas que estava ali também outras pessoas, outros corações vastos

Que o abraço e a saudade é uma combinação extraordinária

Ainda que a caminhada seja inteiramente minha e inteiramente sua

Ali prontos a compor momentos de intenções novas

Sei que mudanças exigem um esforço danado

E mais, que precisamos verdadeiramente delas

Sei que o orvalho é o sol eclipsado da madrugada

E nele encontramos a beleza da transitoriedade

Um átimo de finitude celebrando a rosa fenomênica

Sei que os verdadeiros anjos são pessoas comuns

Não que não existam outros de outros tipos

De outros mundos e de outras crenças

Sei ainda que entre passos e cuidados temos feito

Temos errado, temos duvidado, temos sonhado

Temos enfim, vivido.... o sim, o não e o inesperável

E acima de tudo, sei que o ato de agradecer é outro estado, outro fato

Do anjo assim obrigado...

Carlos França