Psicologia - Consciência

08/04/2017

O mergulho no lago profundo do existir dilui a escuridão da noite quando o medo foi uma experiência da infância, impura e sábia ao mesmo tempo.

Não há como falar de verdades que cada um defende. No entanto, é possível reconhecer o valor da vivência e da espiral de cura que vive do esforço e de entregas pessoais para acontecer.

Existem passos acidentais, mas é o intenso trabalho principalmente, entre os mundos consciente e inconsciente, que faz gotejar o beijo da esperança e  oferece a solidez do caminho.

Não há dúvida, o simples andar ainda constitua uma grande vantagem sobre aqueles que se encontram parados, fixados em totens culturais ou crenças pessoais improdutivas.

Talvez necessitemos da juventude interna, perpétua que venha a nos reconciliar com o imprevisível e o entusiasmo da vida.

Por outro lado, também buscar o velho sábio, aquela parte que ignoramos de nós mesmos, para nos fortalecer como criaturas do tempo.

O Universo é pontilhado de massa radiativa de luz; de uma lágrima de sol beirando as fronteiras do que existe.

Mas o que existe dentro de cada um é ainda mais inconcebível, mesmo diante de toda maravilha   do universo.

Carlos França