Signo - Gêmeos

21/05/2017

O ar majestoso e inquieto que trama o fio da existência no aqui-e-agora, movendo sóis,  planetas, acontecimentos,  almas,  rios, lágrimas e vozes dentro e fora da gente. É o sopro do eterno movimento e do poder da linguagem.

Com disposição volátil, gosta do novo, da novidade, identificando-se com as mudanças e com elas se manifestando.  E na foz selvagem do que é desconhecido, ou apenas no fluir do existir,  resgata dos três reinos míticos os aprendizados  da experiência humana.

A liberdade de ir além das fronteiras do acaso e trazer os ares preciosos da inteligência universal, guiando o espírito audaz do tempo e do homem. O ato de comunicar-se na aventura comum ou extraordinária da vida.

É o espírito exaltado no movimento do vento divino, que dissemina a necessidade de conhecer e de desvelar o valor de cada coisa. O dom da resposta. Pela natureza veloz de Mercúrio, a atividade incessante da mente e o interesse por tudo o quanto existe.

E pelo sol central, herança de deuses que sobem as montanhas do mundo e além destas, a pétala híbrida de luz e sombra da primeira lembrança de todos nós. A visão que incendeia a chama da alma quando nos faz existir em consciência e pensamento.

A plenitude das boas ideias, da reflexão, do avançar no tempo, do saber, do conhecer . O amor a qualquer conhecimento  que faz tudo funcionar melhor, trazendo mais luz no avançar da humanidade.

O altar da razão onde os deuses se ajoelham e rezam!

Carlos França