Signo - Virgem

22/08/2017

Vejo as asas da Virgem no oceano abissal do silêncio, cintilando como estrela de carbono, diamantes e lírios.

A terra pura domina minhas retinas de rocha cristalina, ordenando o mundo com a inteligência da água primitiva, pois é terra viva, fértil e inquilina de tudo, um "fervet opus" (trabalho intenso).

Da certeza e da dúvida toma das flores das montanhas a prática segura; e da fonte obscura, a sede de rotina. Ísis segurando o filho antigo e divino fertiliza os dias de minha vida.

E ela mesma respirando o presente devolve-me o excelso equilíbrio das fronteiras de Libra. Por outro lado, as asas mais negras do corvo se manifestam com a perspicácia e a crítica de Virgo.

Numa oitava maior, a perspectiva de conhecer todos os lados e a consciência tranqüila.

Mercúrio rápido e impreciso nos visita, virginianos, como carta escrita da alma com tarefa divina, anjo altruísta, que se pomos a vista, nos diz como os mais abençoados de senso e de ponto de vista.

Carlos França