ENCANTADA LEMBRANÇA ANTIGA

04/11/2017

Não ia escrever. Até porque o Coronavírus já está bem apresentado em seus vários aspectos. Mas aí veio esses dias dificílimos para todos nós e a quarentena. No meu caso, a meia quarentena, pois estou trabalhando. Área de saúde, sabem como é. De toda sorte, como escritor nunca paro. E num certo momento, observando os corredores estreitos, sólidos,...

Falamos dessa criatura diferente e igual ao valor da aventura, um leitor. Vive percorrendo mundos, percorrendo-se. Sai por aí em desafios, próximo aos olhos e, no olhar percorrido, signos amados que saltam como imaginação prodigiosa. Como se nascido no abrigo de mundos imaginários e por eles abençoados. E assim se descobrem pertencidos.

Estava eu sentado num restaurante, olhando através de grandes janelas para uma rua movimentada. O local tinha um pé direito bastante alto. Do teto desciam cortinas volumosas, puxadas para um dos cantos. Abaixo das janelas, um risco de ferrugem insinuava-se sob a tinta branca da alvenaria, revelando alguma estrutura metálica naquela construção. Na...

Halloween

01/11/2019

Ó bruxas do passado, por que tantos feitiços se fizeram desejos? Por que tantos amores perdidos e perfeitos, sob a sombra favorável de Yggdrasil, o sacro freixo, ditaram antigos segredos? Quando de seus olhos escuros e brilhantes viam-se flores belíssimas e fogueiras acesas para a noite de silêncios eleitos. O sagrado Samhain, céu primeiro....

Júlio Gaius Amado Leonardes, ou apenas Gaius, é um astrofísico de Q.I. elevado, intuitivo e sedutor que vive fora do Brasil. Dedica-se ao estudo e pesquisa científica nas universidades europeias. Em um dado momento, ele se defronta com o mistério em dois territórios distintos, um de cunho místico e outro de ordem científica. Em "Exu e a Partícula...

Irmã Dulce

18/10/2019

Desde que eu era pequeno, ouvi esse nome, Irmã Dulce. Era como uma luz no mundo de dedicação e amor. Um exemplo perpétuo a ser visitado e seguido. Uma lição de vida. Irmã Dulce veio certamente como uma espécie de sol, nascia para todos, sem distinção. Sim, sem distinção, essa capacidade que a luz tem de tocar a tudo e...

A pessoa com solidão sente um vazio constante, carência e se percebe isolada, abandonada ou sem vínculos afetivos verdadeiros. A conhecida condição ou percepção de estar sozinha na vida, no mundo. Sente tristeza mesmo quando acompanhada de pessoas. O sentir-se só.

Livro encantador que nos faz visitar o mais profundo de nós. Nascido das raízes da sensibilidade e de um coração onde as palavras são como borboletas coloridas e livres.

Riqueza de detalhes que nos traz vida, o verde e coisas tão valiosas do ser.

A autora nos transporta para cada pedacinho do seu sentir, e ali nos embala nas memórias dos melhores afetos e coisas raras, fazendo-nos viajar entre belas matas e florestas, conhecer o anjo de um piano, ou o paladar do chocolate e para além deste.

É uma obra marcada pelo sensível, o singelo, a beleza ea forte presença do sublime.

"O amor é adubo que fertiliza as terras do meu coração... Sem ele, toda a vegetação que sou morre!"

Sunna França

Adquira o livro no Clube de Autores